51 3221.7923
  3061.5270

Risco de morte por dengue é 12 vezes maior entre idosos

 

 

A população idosa tem um risco 12 vezes maior de morrer por dengue em comparação com indivíduos de outras idades, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira. De acordo com o órgão, das 132 mortes pela doença registradas no Brasil entre janeiro e março deste ano, 42% ocorreram entre pessoas acima dos 60 anos de idade. 

Por esse motivo, o Ministério orienta que os idosos procurem algum serviço de saúde assim que perceber os primeiros sintomas de dengue — os principais são febre e dores de cabeça, no fundo dos olhos e nas articulações. “Se a pessoa com a doença apresentar dores abdominais e vômitos persistentes, deve buscar imediatamente um serviço de saúde porque estes são sinais de agravamento. Também é fundamental não tomar remédio que tenha em sua composição o Ácido Acetil Salicílico (AAS, aspirina e outros) e se hidratar com água, sucos e água de coco”, diz Jarbas Barbosa, secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde.

De acordo com o secretário, não está claro o motivo pelo qual os idosos são tão mais vulneráveis à dengue, mas esse quadro pode estar relacionado ao fato de haver uma maior prevalência, entre essas pessoas, de doenças crônicas como as cardíacas e o diabetes.

Você também vai gostar de ler

Leite: alergia ou intolerância

Porto Alegre/RS 16/04/2013
É comum se fazer algum tipo de confusão entre a alergia às proteínas do leite de vaca (APLV) e a intolerância à lactose.
Continue lendo


Hormônios de crescimento - O que são hormônios de crescimento?

Porto Alegre/RS 16/04/2013

Continue lendo


Serviços

  • » Instruções de coleta
  • » Serviços
  • » Exames de Rotina
  • » Exames Salivares
  • » Intolerância Alimentar
  • » Pesquisas
  • » Consultoria
  • » Exames
  • » Assessoria

Contatos

(51) 3221.7923

R. Dr. Alcides Cruz, 51 - Bairro Santa Cecília
Porto Alegre, Rio Grande do Sul - CEP 90630-160
Desenvolvido por Webproj
Agência de Marketing Digital - Criação de sites